terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

MANHWA O MANGÁ COREANO

Pedido por: Alex de Faria Barbosa de São José dos Campos - SP


Manhwa (ou manwha) é como se fala "quadrinho" na Coreia. Por isso quadrinhos de origem coreana são chamados de Manhwa no exterior. Os primeiros Manhwas apareceram por volta de 1900, após a Guerra Sino-Japonesa. Nessa época a Coreia era parte da China e foi graças ao Japão que eles atingiram sua independência (política) da China e contrairam sua dependência (econômica) com o Japão. Assim como os japoneses foram bombardeados pela cultura americana, a Coreia foi bombardeada pela japonesa.
O Manhwa nasceu como uma cópia do Mangá, mas foi se diferenciando e ganhando um caráter próprio. Hoje em dia, muitos autores coreanos são contratados para trabalhar no Japão. Criando mangás produzidos por coreanos. Interessante observar que o "feitiço virou contra o feiticeiro". O Japão vem perdendo espaço tanto em quadrinho tanto em desenho animado para os coreanos.
O termo Manhwa é uma cognata com o Mangá Japonês e o Manhua Chinês. Um desenhista de manhwa é chamado de Manhwaga. Ao contrário de outras publicações orientais, a leitura do Manhwa é feita de maneira ocidental, da esquerda para direita, devido a forma de escrita do hangul. (Hangul é o nome que se dá ao alfabeto silábico utilizado na escrita da língua coreana.) Animações baseadas em Manhwas ainda são relativamente raras. Entretanto, é bastante comum adaptações para telenovelas e filmes. A versão animadas dos desenhos coreanos é chamada de Han-guk Manhwa Aenimeisyeon ou simplesmente Aenimeisyeon Alguns dos tipo de Manhwa são: Sonyung: destinado a garotos (equivalente ao Shōnen dos mangás) Sunjeong: destinado a garotas (equivalente ao Shōjo dos mangás) Tchungnyun: destinado a jovens adultos (equivalente ao Seinen e Josei dos mangás) As principais editoras coreanas são a "Seoul Cultural" (Seoul Munhwasa), "Sigongsa", "Daiwon" e "Haksan Culture" (Haksan Munhwasa).A "Seoul Cultural" é umas das principais editoras coreanas, fundada em 1993, possui 5 revistas: Wink, Sugar, Mink, Jumps e IQ Jump (as três primeiras Sunjeong e as duas últimas Sonyeon). Algumas das grandes obras da editora são: Antique Romance, Habaek-eui Shinbu, Mana, H20 e Bambi.A"Sigongsa" é a editora responsável pelo lançamento de Tarot Café. Sua principal revista é Bijou (Sunjeong).Uma das grandes editoras coreanas é "Daiwon" com 10 revistas. Foi fundada em 1991, uma das mais antigas. Algumas de suas obras mais famosas: Flowers of Evil, Model, Priest e Arcana. Suas revistas são: Comic Champ, Daewon, Issue, Junior Champ, Pang Pang, Planet Manhwa, Super Champ, White, Young Champ e Young Daiwon. A grande maioria de suas revistas visam o público masculino adolescente e adulto, entretanto Issue (muitíssimo famosa) e White são revistas femininas.A "Haksan Culture" (Haksan Munhwasa) possui algumas revistas, as mais importantes são "Party", "Booking" e "Chance", sendo a primeira Sunjeong e as duas últimas Sonyeon. Algumas obras famosas: Aflame Inferno, Chunchun, Dangu, Banya, Gui e Jack Frost.Além das revistas "físicas", a Coreia tem web-comics. Alguns exemplos de editoras virtuais são Daum e Naver.Alguns e raros manhwas que vieram a ser publicados no Brasil são os seguintes: Aflame Inferno A Noiva do Deus da Água Angry Ark AngelsChonchu Dangu Gui Model O Mensageiro de Banya Planet Blood Priest Ragnarök Tarot Café Kil-Dong Warcraft: The Sunwell Trilogy The Breaker Os Manhwa mais famosos:

GOONG: é um dos manhwas mais famosos do mundo, talvez seja mesmo o mais famoso e é um quadrinho para garotas, um sunjeong manhwa. Por conta disso, os sites espanhóis, como o Missión Tokyo, noticiam a publicação do quadrinho na França, pela editora Samji, especializada em material coreano, e lamentam o que a série esteja suspensa na Espanha. Na França, Goong já havia sofrido cancelamento, também, em 2007, quando era publicado pela editora Soleil.





PRIEST: A história gira em torno de Ivan Isaacs um padre promissor que acabou libertando um anjo caído chamado Temozarela de sua prisão de centenas de anos, causando assim a sua morte e a morte de sua amada, Gena. Uma vez morto, foi-lhe concedida uma segunda chance de vida e de vingança, presente do demônio Belial, que em troca de poder, se torna possuidor da metade de sua alma.
Para quem é fã do Manhwa Priest que estava sendo publicado aqui no Brasil pela editora Lumus, o diretor da produção cinematográfica Scott Charles Stewart divulgou que o filme terá um prólogo animado em 2D que mostrará a guerra entre homens e vampiros com o passar do tempo e como isso levou ao começo do filme.A animação terá classificação R (restrita) que proíbe menores de 17 sem a presença dos pais assistir o filme. O que é bom sinal, essa coisa de transformar personagens e histórias violentas em versões mais leves e na maioria das vezes sem nenhuma graça não está com nada.
ANGRY: Angry é Manhwa lançado pela Conrad Editora. Conta a história de um delinqüente juvenil que se torna um dos melhores lutadores de judô de todos os tempos. Tudo começa quando um garoto de rua chamado Suk Dong-Min, derruba todos os rivais de uma academia de judô, incluindo a estrela do time, uma garota chamada Cho Ha-Seo. A menina - que havia prometido se casar com aquele que conseguisse vence-la - passa a morar com o jovem.Isso é apenas o começo pois, Yun-Ki - um jovem apaixonado por Cho Ha-Seo - se torna rival de Suk Dong-Min e está sempre querendo atrapalhar o casal. Está formado o triângulo amoroso e, entre uma luta e outra, os personagens questionam seu relacionamento.Angry é simples, realista, eficiente e com uma arte competente, seguindo a norma de desenvolvimento de personagens jovens em um cenário escolar. Não se trata apenas de lutas, mas de relações humanas e é uma boa surpresa para os fãs de quadrinhos.
RAGNAROK: É uma série de manhwa criada por Lee Myung-Jin. Foi publicada originalmente de 1998 a 2001, com 10 volumes. No Brasil, o manhwa foi adaptado para 20 volumes, que foram publicados quinzenalmente, de outubro de 2004[1] a agosto de2005 pela Conrad Editora[2].A série foi adaptada no MMORPG Ragnarok Online, onde o autor trabalha atualmente, colaborando com a parte gráfica do mesmo. Devido a isso, a publicação do manhwa foi interrompida por tempo indeterminado.Ragnarok, profetizada como o "destino final dos deuses", cada vez mais se aproxima, e a "era dos humanos" se iniciaria. Mas os antigos deuses não estão a favor dessa causa, e enviaram valquírias para procurar aquele que trará o Ragnarok, então o evento poderá ser evitado. Fenris Fenrir sabe que o Ragnarok deverá acontecer, e então foi atrás da reencarnação do deus decaído Balder, a quem pode ajudá-la a mudar o mundo. Mas se as valquírias encontrá-lo primeiro, a busca de Fenris pode acabar antes mesmo de começar.
WARCRAFT THE SUNWELL TRILOGY: É uma coleção de três volumes / coreano Inglês manhwa , escrito por Richard Knaak , ilustrado por Kim Jae-hwan , e publicado pela Tokyopop . A série é baseada na Blizzard Entertainment está universo de Warcraft e segue as aventuras de Kalec, um dragão azul que toma a forma humana para investigar um poder misterioso, e Anveena, uma jovem donzela com um segredo encantadora.A série abre com a história de World of Warcraft . Uma breve introdução sobre a formação do universo até os acontecimentos que levaram à ascensão de Arthas como o Rei Lich.



PLANET BLOOD: A Terra estava em ruína após a 5ª Guerra Mundial. Metade da população havia sido dizimada, e os sobreviventes estabeleceram colônias na Lua e em Marte. Mas o processo de descontaminação da Terra ? em vez de trazer a paz ? acabou provocando mais um conflito, agora pelas regiões mais vantajosas do planeta. Em meio a essa disputa, uma explosão faz o soldado Sinan perder a consciência. Ao acordar, Sinan está em outro mundo, às voltas com uma nova guerra? Planet Blood é um eletrizante manhwa de fantasia e ficção científica, criado pelo mestre coreano Kim Tae-Hyung.




CAFÉ TAROT: É um manhwa por Park Sang-sol que está sendo publicado pela Sigongsa na Coréia, e distribuído pela Tokyopop nos Estados Unidos . Sete volumes foram publicados na Coréia, os quais foram traduzidos para o Inglês e Português. Cada capítulo começa e termina com um cartão de tarô modificado muitas vezes relacionados com a história, com baralhos de tarô conhecidos comercial substituído por personagens das histórias. Na Grã-Bretanha contemporânea, Pamela é o proprietário de um misterioso Tarot Cafe.Depois da meia-noite, ela recebe clientes sobrenaturais que vêm com ela para o conselho através de leituras de tarô. De gatos fadas para os vampiros, que contam suas histórias, mesmo quando ela desvenda o seu passado, presente e futuro, através de suas cartas. Em troca de seus conselhos, eles pagam suas contas de colar com Belial, que reúne Pamela para ela termina próprio segredo.

Bom é isso minha gente o Manhwa está crescendo cada vez mais no espaço para os leitores com várias histórias diferentes para vários gostos, e também temos aqui um páreo para os mangás com ótimos traços e desenhos e com vários artistas muito bons.


3 comentários:

  1. Muito legal.

    Realmente esclareceu a minha dúvida quanto a leitura do manhwa.

    Eu estava lendo como se lê os animes e estava pensando.

    Isso está certo!!??

    Vlw pela matéria.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante, me surpreendi como obras que eu conhecia e não fazia ideia de que eram manhwas. Estou lendo um agora que está me virando de ponta cabeça, uma experiência totalmente nova pra mim e muito diferente do que eu estava acostumado com os mangás. Recomendo a todos o manhwa Annarasumanara, só pude encontrá-lo em inglês, mas com certeza vale o esforço. E mais uma vez obrigado pelas informações sobre esses quadrinhos coreanos que tem muito a me, e nos, surpreender ainda :)

    ResponderExcluir
  3. Copia os dois primeiros parágrafos de outra pessoa. Custa dar os créditos?

    http://www.hwey.org/Site/?mod=proj&sub=cor

    ResponderExcluir

Otakus, Nerds, Gamers e Geeks online no momento...